Convocação para a XXII Marcha a Brasília

A XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios será marcada pelo encontro dos municipalistas brasileiros com o novo Governo Federal e Congresso Nacional eleitos para o período 2019/2022. Por isso ela foi agendada para coincidir com os 100 dias de vigência dessa nova gestão, de forma ao mesmo já ter tomado conhecimento de nossas pautas e se preparado para anunciar os rumos da administração de forma que possamos conectar as políticas públicas municipais com as novas diretrizes federais.

A Marcha será o espaço para promover o diálogo, unirmos esforços de forma a construir um novo pacto federativo que permita enfrentar com eficiência a necessidade de ofertar para a população brasileira mais e melhores serviços públicos, para garantirmos avanços no desenvolvimento social e econômico de nosso país.

Confiança no compromisso firmado e assumido na última edição será o mote de nossa XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, programada para o período de 8 a 11 de abril de 2019, no Centro Internacional de Convenções de Brasília - CICB. O movimento municipalista vai mostrar a toda sua vontade autêntica de participar nas decisões e contribuir com as soluções para a crise enfrentada pela nossa população e consequentemente pelas nossas gestões.

Vamos trabalhar para que nossas vozes e anseios sejam ouvidos e compreendidos no momento em que o novo presidente da República e o Congresso Nacional estiverem completando os 100 dias de mandato. A pauta municipalista será debatida com o Presidente da República e os parlamentares federais de forma a construirmos soluções para atender ao povo brasileiro.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM), juntamente com todas as entidades do movimento municipalista, convida e espera prefeitos, prefeitas, vice-prefeitos, vice-prefeitas, primeiras-damas, vereadores, vereadoras, secretários municipais e a totalidade dos gestores locais no evento de abril, momento apropriado para que todos se unam por um só Brasil.

XXII MARCHA, SOMOS TODOS NÓS!

Glademir Aroldi

Presidente da CNM