quarta, 29 de dezembro de 2021

Marcha chega à 23ª edição; Ziulkoski reforça convite a gestores municipais

INSCRICOES ABERTAS Fique por dentroA Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios ocorre em um momento muito importante para as gestões municipais e em 2022 chegará a sua 23ª edição. O encontro – considerado o maior evento municipalista da América Latina – não pôde ser realizado nos dois últimos anos em decorrência da pandemia de Covid-19. A expectativa para o próximo ano é alta e o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, reforça a importância da participação dos gestores municipais na carta de convocação do evento.

Ziulkoski destaca que a Marcha é “sinônimo de lutas e palco de conquistas”, e um momento fundamental para apresentar a pauta prioritária dos gestores locais aos Poderes Legislativo e Executivo, bem como aos órgãos de controle. “A 23ª edição receberá os candidatos à presidência da República para debater as urgências do movimento municipalista e garantir o compromisso deles com um federalismo mais justo e equilibrado”, lembrou o líder municipalista.

“A Marcha é o símbolo da luta incansável pela autonomia municipal e pelo fortalecimento do poder local, sendo que todos vocês são parte fundamental dessa história. Dessa forma, a presença dos gestores municipais na Marcha de 2022 é fundamental a fim de fortalecer o movimento e dar voz às nossas demandas”, completou Ziulkoski na carta.

A programação preliminar, publicada no site do evento, prevê a XI Exposição de Produtos, Serviços e Tecnologias e do Atendimento técnico-institucional. Debate promovido pelo Movimento Mulheres Municipalistas (MMM), pelos vereadores e com representantes dos órgãos de controle também contam entre as atividades.

A CNM lembra que a Marcha ocorrerá no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB), no período de 25 a 28 de abril de 2022. Acesse o site do evento e garanta sua inscrição.


Da Agência CNM de Notícias

Movimento Municipalista


Imagem de patrocinadores