Palavra aberta: participantes discursam no primeiro dia de Marcha

52032628484 580f0c656a bEncerrando a programação principal do segundo dia da XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, lideranças locais de todo o país tiveram a oportunidade de falar aos presentes. O momento aconteceu durante a Palavra Aberta aos gestores municipais, que tiveram 30 minutos para expor ideias, agradecimentos e sugestões. Inicialmente, todos os que fizeram uso da palavra agradeceram a Confederação Nacional de Municípios (CNM) pela realização da Marcha, além da luta constante por melhorias à administração local junto aos parlamentares do Congresso Nacional.

O prefeito de Taquari (RS), André Brito, lembrou a importância de reunir todos os gestores em um só local para discutir a pauta municipalista. “Discutir Reforma Tributária, todas as demais reformas que se fazem importantes no país. Mas hoje de manhã eu observava a fala do presidente Paulo Ziulkoski e fazia uma reflexão: nós precisamos acordar porque temos responsabilidades nos Municípios e aqui parece que vivem numa ilha da fantasia, criando responsabilidades para nós. Temos responsabilidade com a gestão pública, com a folha de pagamento, porque, se nós não cumprirmos, seremos responsabilizados”, disse.

Logo após, o prefeito de São José do Vale do Rio Preto (RJ), Gilberto Esteves, lembrou uma pauta citada por ele na Marcha de 2017. “Fiz uma defesa ferrenha do Regime Próprio de Previdência para todos os Municípios. E o meu Município já é Regime Próprio desde 2000. Isso saindo da nossa folha nos permitiu respirar e trabalhar no foco, que é a existência do Município”, completou.

Representando o Município de Rio das Antas (SC), o vice-prefeito Selmir Bodanese reforçou que a Marcha possibilita conhecimento sobre os mais diversos temas para os municipalistas. “A gente sabe que a maior alíquota dos impostos está aqui em Brasília. Nossa grande briga que a Marcha possibilita é fazer com que a distribuição dos impostos seja valorizada e colocada a mais lá no Município, que é onde as obras acontecem, onde a gente está no calor, no corpo a corpo com o povo. Então gostaria de frisar que as demandas de tudo o que foi falado aqui, que tudo estoura lá nos vereadores, estoura lá no prefeitos”, lembrou.

52032412538 d58e5c8b0b bEm seguida, a prefeita de Mandaquari (PR), Ivoneia Furtado, enalteceu sua primeira participação como prefeita na XXIII Marcha. “Para Mandaguari é muito importante estarmos aqui aprendendo a cada dia com os nossos colegas, com a CNM . Nós, prefeitos, precisamos aprender cada dia mais sobre políticas públicas, situações que acontecem nos Municípios e precisamos saber para nos defender e saber como lidar com determinadas situações”, frisou.

O líder municipalista de Campos Altos (MG), prefeito Paulo Almeida, lembrou que as soluções têm que chegar nos Municípios, pois é lá que a população bate na porta para cobrar as ações. “As coisas acontecem no Município e é lá que ele bate na porta de prefeito, vereador, sabe onde mora, o que ele faz até nos finais de semana. Aqui sim, dizem, e eu acredito que é o maior evento municipalista do mundo. As conquistas, quero agradecer ao nosso grande municipalista Paulo Ziulkoski, que fez um trabalho brilhante defendendo o municipalismo. A carga tributária do Brasil é muito pesada, grande fatia fica com o governo federal, outra grande para os Estados e o Município fica com a menor fatia, menor parte dos impostos. E é lá que as coisas acontecem”, reforçou.

O também prefeito mineiro, de Carmo do Cajuru, Edson Vilela, sugeriu aos gestores a adoção de Parcerias Público-Privadas (PPPs). ”Nós sabemos que essa redistribuição, que nós assistimos aqui agora, nós sabemos que isso é uma história de décadas para trás que quase nunca acontece. Eu ainda proponho estudar a mudança dos 16%, que é a participação dos Municípios e passar a pelo menos 19 a 20%, que é preciso que se faça um estudo de redistribuição”, falou.

Por fim, o prefeito de Lobato (PR), Fabio Chicaroli, enalteceu as conquistas lideradas pela entidade. “Gostaria de externar meus cumprimentos ao Paulo Ziulkoski, que conduz com muita maestria a CNM. As conquistas foram tantas e gostaria de externar aqui os parabéns. Estou no meu terceiro mandato na cidade que me orgulho muito. Aqui foram tratados muitos temas como a previdência, que assola o nosso Município também”, finalizou.

Fizeram uso da palavra também o procurador de Araucária (PR), Simon Quadros; o vereador de Guapé (MG) Tiago Câmara; o deputado estadual por Santa Catarina Ivan Naatz; o vereador de São Félix do Araguaia (MT) Américo Alves Costa; além do agente municipalista de Belo Oriente (MG) Eliseu Barbosa.

Confira as outras fotos na galeria.

Por: Lívia Villela
Da Agência CNM de Notícias
Fotos: Marck Castro

Movimento Municipalista


Imagem de patrocinadores