Marcha 25 anos: participações de chefes do Executivos reforçam proporção do evento municipalista

11a13032003 VI Marcha a Brasilia em Defesa dos Municipios 21O ano de 2003 ficou marcado na história da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios pela primeira participação de um presidente da República no que se tornaria no maior evento municipalista da América Latina, em número de autoridades. Era a 6ª vez em que a Confederação Nacional de Municípios (CNM) reunia gestores locais em Brasília para reivindicar pautas municipalistas e a primeira em que o então chefe do Executivo, Luiz Inácio Lula da Silva, participaria da programação.

Em sua sexta edição, a Marcha se consolidava como movimento genuinamente representativo do municipalismo brasileiro. Depois de conseguir a aprovação, pelo Congresso Nacional, da cobrança da Contribuição sobre Serviços de Iluminação Pública (CIP), a Marcha obteve o reconhecimento do poder central.

A participação do Poder Executivo foi uma marca importante, pois depois da primeira presença, todos os presidentes que estiveram no comando do governo brasileiro participaram da Marcha a Brasília.

VI Marcha
11a13032003 VI Marcha a Brasilia em Defesa dos Municipios 25A VI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios aconteceu entre os dias 11 e 13 de março e teve como tema de debate O Papel dos Municípios no Pacto Federativo e a Reforma Tributária. O evento ficou marcado por uma importante conquista que foi a criação do Comitê de Articulação Federativa, o grupo foi um avanço no debate direto entre a CNM, como representante dos Municípios, e o governo federal.

Foi em sua primeira participação que o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, prometeu a cessão para a CNM de um terreno no centro político de Brasília, a menos de um quilômetro do Congresso Nacional e do Palácio do Planalto, ao lado do Anexo VI da Câmara dos Deputados. A sede definitiva da Confederação foi inaugurada em 2017, também durante uma edição da Marcha.

O tema pacto federativo foi enfatizado pelo líder do movimento municipalista Paulo Ziulkoski durante a abertura do evento.“No contexto do pacto federativo, a municipalização deve eliminar definitivamente a dependência econômica, administrativa e financeira, característica da vida política do País nas últimas décadas. Esperamos que esta VI Marcha em Defesa dos Municípios seja o marco de um novo tempo. E que possamos formalizar esse compromisso de mudança”, disse o presidente Paulo Ziulkoski na abertura do evento em 2003.

Como participar da XXIV
Para participar da XXIV Marcha, os gestores podem se inscrever pelo site do evento. Em 2023, o evento ocorrerá de 27 a 30 de março, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). As inscrições já estão abertas no site oficial.

Da Agência CNM de Notícias

Movimento Municipalista


Imagem de patrocinadores